Seu navegador não suporta JavaScript!

Procuradora do Trabalho faz palestra na Semana da Mulher

Ações

MPT Notícias

Filtro

Filtre matérias por:

Instruções de busca

Escolha qualquer combinação dos argumentos acima para encontrar Matérias do MPT posteriores à 21 de maio de 2015. Para matérias anteriores utilize as opções de ano/mês de Arquivo..

10/03/17 MPT em Mato Grosso do Sul

Procuradora do Trabalho faz palestra na Semana da Mulher

Reflexos na saúde mental e produtividade das vítimas foram destaques do evento realizado na Câmara Municipal de Dourados

Campo Grande- Como parte da programação especial na Semana da Mulher, organizada pela Câmara Municipal de Dourados, foi realizada nesta quinta-feira (9), palestra sobre “Assédio moral e sexual no ambiente de trabalho”.

O tema, abordado pela procuradora do Trabalho Cândice Gabriela Arosio e pela delegada Paula Ribeiro dos Santos Oruê, foi escolhido porque ainda representa uma realidade vivenciada por várias mulheres, mesmo diante de tantas conquistas. "Muitas já sofreram ou sofrem esse tipo de agressão e por medo, vergonha ou necessidade de permanecer no emprego preferem o silêncio e não denunciam seus agressores", disse a presidente da Casa, Daniela Hall (PSD).

Ao abordar o assunto, a procuradora Cândice Arosio destacou os reflexos diretos produzidos na saúde mental e produtividade das trabalhadoras vítimas de assédio. Já a delegada Paula Oruê discorreu sobre os aspectos criminais que envolvem este tipo de comportamento, que gera graves violações dos direitos humanos.  

A agressão moral é caracterizada por atitudes sem ética nas relações de trabalho, que expõem funcionárias em situações vexatórias e humilhantes durante o exercício de sua função. Por sua vez, a violência sexual é qualificada por uma conduta que constrange a mulher por meio de insinuações com o objetivo de obter alguma relação mais íntima.

Além do assédio moral e sexual, há outras qualificações de violência contra a mulher, como a psicológica, que causa dano emocional e diminuição de autoestima, e a violência patrimonial, em que ocorre retenção, subtração, destruição parcial ou total de objetos pertencentes à mulher. "Essa data serve como lembrança de que a busca por mais igualdade e respeito continuará até que todas as mulheres se sintam valorizadas e tranquilas com suas escolhas", finalizou Daniela Hall.

As atividades ocorrem no Plenarinho da Câmara e serão encerradas nesta sexta-feira, com uma palestra sobre alimentação saudável.

Assunto(s)
Promoção da Igualdade
MPT em Mato Grosso do Sul - Tel. (67) 3358-3034 - Email: prt24.ascom@mpt.gov.br
Conteúdo Complementar
${loading}